Estou de passagem neste mundo,

Mas deixo aqui o registro de minhas palavras.

Eu sou o peregrino do tempo.


sábado, 23 de dezembro de 2006


Kizzy ysatiS na Casa das Rosas (foto by Rodrigo Pinkovai)

O relato da Sibila acerca dos vampiros (trecho cortesia)

“Uma entidade viva na fronteira do além, alguém que já havia morrido no século XIX, uma criatura amaldiçoada, um chupador de sangue. Alguém que dura para sempre porque foi proibido de morrer e de viver; de entrar no céu, no inferno ou de ser um mero fantasma. Um monte de carne enfeitiçada guiada por um espírito corrompido, amargurado que não se conformou com a derrota.

“É isso que o vampiro é. Uma falsa tentativa de uma segunda chance, uma fraude, uma mentira ambulante e condenada. Alguém que caiu na própria armadilha e afundou num abismo sem volta, num buraco eterno, uma prisão, porque optou por impulso no ímpeto da dor suprema e da máxima vergonha. Não me cabe julgá-los, mas se assim fosse, não os culparia.

"Penaliza-me saber que ao vampiro não existe redenção. Estão fadados à eternidade sem-fim, até que tal fato não lhes pareça mais uma boa idéia. Se, da imortalidade, farão algo bom ou ruim, não importa. O tempo infinito é tudo que lhe resta se for um vampiro. É capaz de imaginar maior tortura?”

C L U B E D O S I M O RT A I S, A Nova Quimera dos Vampiros – págs 204/ 205.

Um comentário:

Marjory Bouth disse...

Oi Kizzy tudo bom,eu vi sua entrevista no programa do Jô e te adorei vc eh muito simpático queria te dar os parabens pelo livro que ainda não tive oportunidade de compra-lo, por questões financeiras mas vou lelo sim.Queria dizer à você ou melhor pedir,para vc vim em campinas para autografos,pois eh aqui que eu moro.Queria dizer que eu tambem amo vampiros não como você né,não vou em festas não me visto como uma e nem destes tambem rs...Não sei muita coisa sobre eles tambem...
Se puder acho que não mas vou tentar,me mande um email,vou adorar
witchgrace@yahoo.com.br
BEIJOS e PARABENS...