Estou de passagem neste mundo,

Mas deixo aqui o registro de minhas palavras.

Eu sou o peregrino do tempo.


sexta-feira, 10 de setembro de 2010

LEÃO NEGRO - A Busca pelo vampiro Luar

Dias atrás, assisti a um filme chamado Julie & Julia; no qual Julie se propõe, em seu blog, a fazer certo número de receitas da Julia no prazo de um ano. Fiquei imaginando se eu conseguiria terminar o desfecho da trilogia de O Clube dos Imortais neste prazo também, levando em consideração que já tenho alguma coisa escrita; que parte dos personagens já tem alma, de modo a poupar tempo na criação e pesquisa: parte demorada do trabalho que já foi feita no desenvolvimento do Clube e do Diário da Sibila Rubra.

Quem acompanha meus livros, sabe quem é o vampiro Luar, o que ele quer e com quem está envolvido; sabe quem são as Sibilas Rubras, o que fazem e de onde vieram; e sabe também qual é o papel dos lobisomens e dos anjos no enredo, está tudo lá. O que vai ocorrer neste episódio final, já está definido; parte em resumos e roteiros já digitados parte em anotações de idéias feitas em bloquinhos esparsos. Estou na pré-produção. Será que eu me proponho tal prazo?

Não é minha natureza obedecer regras, mas preciso recuar se quiser deixar pra trás a pessoa que eu era e experimentar novos eus. Afinal, não somos uma pedra, e nem com a morte paramos de nos transformar e evoluir. Mas ainda não me decidi, vou pensar um pouquinho mais. Quem sabe vocês não me ajudam. ;-)

Até lá, deixo a sinopse do que vem por aí:

O vampiro Luar adormeceu há quase uma década, desgostoso com as revelações sobre o destino de Álvares de Azevedo obtidas com o Diário da Sibila Rubra. Desde então, seu trono está vago e suas terras agora são vigiadas pelos guardiões: uma alcateia fiel de cem lobisomens que se oculta sob a fachada de um reservado moto clube. Montserrat, um vampiro megalomaníaco e com sede ilimitada de poder, planeja invadir a mansão de Luar, subjugar os guardiões e reativar o extinto Clube dos Imortais. Montserrat crê que só assim se tornará senhor do Paralelo Noturno. Para isso, cria sua própria confraria de vampiros que vai eliminando os lobisomens, um por um. Marta, mulher por quem Montserrat é apaixonado, tornou-se a última das Sibilas Rubras, uma antiga dinastia de bruxas cuja origem remonta ao Império Romano. E Claudio, que jurou vingança contra Luar, finalmente descobriu um meio para vencer o poderoso inimigo, isso se o achar. A ópera final se aproxima e, para salvar Fausto (seu pai e líder da alcateia), a sibila rubra só vê uma saída: encontrar e despertar o mais temível dos imortais, o Leão Negro.

7 comentários:

Uma fã disse...

Ontem tive uma tarde livre, o dia estava lindo para caminhar, e como de costume acabei dentro de uma de minhas livrarias prediletas. Fiquei uma hora e meia lendo orelhas de livros. Tem várias séries gringas que venho lendo, mas não comprei as continuações, pois na estante de literatura brasileira na parte de "terror", achei um Território V(último exemplar da loja...risos...ele é meu agora) e tinha também um "Clube"( não perguntei , mas também deve ser o último, quase comprei ele também(risos...o meu exemplar está batido e o da loja tinha aquele cheiro gostoso de livro novo), sentei em uma poltrona e fiquei relendo minhas partes prediletas, quando tenho saudades de "Raul" eu faço isto. Ajudá-lo? Não precisas o "leão Negro" já faz parte de um campo vibratório paralelo, de vez enquando posso vê-lo em minha estante logo depois do "Diário", já está lá, só falta se materializar.

Um beijo soprado no sereno...

Kizzy Ysatis disse...

Olá, minha fã.

Você não me diz o nome, mas a cada dia me dá uma pista. Há pouco tempo, deixou a entender que era de Porto Alegre. Eu conheço algumas pessoas no Sul. Agora sabendo que não tinha o Território V, eu eliminei duas possibilidades, isso se você for uma das que conheço pessoalmente, rs.

Gosto de mistério mas um dia terei de autografar seus livros, não terei? e aí, o que escreverei: dedico à "uma fã"?

Não estou criticando, é que sou muitíssimo curioso e poucas são as pessoas que sabem se ocultar no sereno. É uma arte.Eu, particularmente,deixo que vejam minha sombra, um vulto desfocado e impreciso. Acham que esse sou eu, mas não. Eu me guardo nas brumas.

Um beijo especial a você. Obrigado por estar sempre por aqui e não é por que você não diz seu nome, que eu não possa chamá-la por um. Então (por um motivo pessoal e carinhoso) vou chamá-la por Rose de hoje em diante, posso?

Então tá, Rose, escreverei o Leão Negro no prazo, mas vou escolher uma data para dar o "Start". Deixe-me ver... Dia 14, terça. Será o Day One.

Beijos

Thiago de Rovere ¥ disse...

Meu coração salta em alegria e amor literário. O quão doce é receber noticias desse livro que tanto aguardo.
E agora que li a sipnose, meu coração palpita como a ampulheta de Chronos na esperança que um ano se passe depressa.
Isso é, se vc fazer igual a Julia. O que espero que realmente faça. Porque o meu coração só falta transbordar só de pensar em ter finalmente o leão negro em minhas mãos.

Me lembro do meu sorriso raro ao ver O Diario da Sibila Rubra na bienal de Fortaleza. Mas acho que dessa vez, o Leão Negro marcará com um sorriso saudoso, afinal talvez seja a última vez q eu veja o Luar... mas vindo do Kizzy, só talvez, quem sabe eu o veja de novo em seus proximos escritos?

Deu pra sentir o desespero de um leitor esperançoso de ver uma nova obra de seu escritor favorito?

Abraços,
Thiago.¥

Isα disse...

Pode parecer estranho, mas ao ser citado O Clube dos Imortais e o Diário da Sibila Rubra, eu me recordei da época em que ainda estava pesquisando sobre o Diário (li esse primeiro), de como minha pessoa era na época em que li, depois lembrei das situações pelas quais passei enquanto lia O Clube, e agora esta postagem me deixou curiosa (e por que não ansiosa?) para conhecer as novas situações e mudanças que terei de enfrentar e analisar enquanto leio o Leão Negro.
Sim, eu realmente incluo bons livros como fase da minha vida.
Prosperidade para o Leão Negro! \o/
Abraços.

Stern Diamonds disse...

Três tigres agora esperam pelo Leão negro rs.
Beijos de chocolate, amado.

Anônimo disse...

Amoreco, o Leão Negro já existe em cada um de nós que de certa forma te conhecemos, tanto pela tua obra quanto pessoalmente! Luar sempre nos surpreendeu de uma forma ou de outra, assim como outros personagens, e tenho certeza que tu irás me surpreender novamente com os teus "causos" vampirescos. Afinal, como não lembrar que comprei o Clube diretamente de ti e que lá repousa um carinhoso autógrafo, assim como no Diário, que há um carinho muito especial, não somente no autógrafo como em uma parte em especial do livro. Como não lembrar daqueles loucos dias em São Paulo, com esse meu "louco" amigo de caninos afiados? Como não lembrar de nossas conversas engraçadas e hilárias pelos dias e madrugadas? Como não lembrar das correrias no metrô e pelo centro? Tu é uma pessoa incrível e tenho certeza que irá nos presentear com outra história pitoresca, pois não existe outro Ysatis por aí não é mesmo? E como não lembrar de ti quando olho meus exemplares na prateleira do quarto, os quais, às vezes, até parecem que me dão uma piscadinha de canto de olho, como dizendo "ei amoreco, dá uma lidinha aqui de novo!" hehehehehe E também, como não lembrar que por tua culpa/causa, acabei escrevendo dois contos que são muito especiais pra mim? AHHHHH que amigo mais convincente que eu tenho hein?? hehehehe
Beijocas da moreco do sul (Lizy Tequila)

Sua fã e admiradora disse...

Saudações!Acabo ter o prazer de ler " O Diário da Sibila rubra " confesso que matei a minha vontade.

Confesso também que sou paixonada pelo "Vampiro Luar" Desde O clube dos imortais A muito tempo que eu não via um vampiro tão envolvente quanto"

Estou demais por ansiosa para desfrutar do seu próximo livro .

Que a Deusa o guie.