Estou de passagem neste mundo,

Mas deixo aqui o registro de minhas palavras.

Eu sou o peregrino do tempo.


quinta-feira, 2 de outubro de 2008

chamo este de "choro" é uma gravura à nankin de uma sepultura do cemitério da consolação e foi baseada numa fotografia de luciana fátima. fiz para ilustrar uma poesia num trabalho da facul, hoje a poesia pode ser lida nas últimas páginas do clube dos imortais.


hoje nada.

fui caminhar, comprei uma latinha de brama, continuei andando, fui no cabeleireiro, dei uma ajeitada no hair, passei na locadora, aluguei um filme, continuei andando, acendi um cigarro, baforei. mas mesmo assim uma sensação não me abandonou... aquela de se estar completamente só num planeta desabitado.

8 comentários:

Enim disse...

Belo desenho, apesar de ser meio..triste.
mas gostei.^^ combina com aquela poesia...

Anônimo disse...

Meu amigo, vc nao está só porque vc está no coraçao das pessoas que te amamos. Meu menino, sinto muito o de Ikki. O desenho de Miguel traeme fermosas lembranças do cyber da rua Panaderas. Esses máxicos días, noites e sombras nao se poden esquecer. Lembro perfeitamente quando vc desenhaba e pintaba coa tinta preta o fermoso retrato de Miguel como un anxo. O desenho foi feito con aqueles lápices especiais que eu lhe dera a vc polo Natal. Muitos beixos e abraços, os amigos de Galicia nao te imos esquecer nunca e temos muitas saudades de vc. Marta Sereia.

luciana fátima disse...

Que legal que você está colocando alguns desenhos aqui... sempre adorei suas imagens! Ainda outro dia achei aquele Corvo que fez para mim, lembra?!! Quanto à sua sensação, em minhas pesquisas, tenho estudado um pouco isso e creio que vc, como artista sensível, estava "comungando" com a metrópole!! Achei seu texto próximo ao que Bauman chama de 'espírito da cidade': "o espírito da cidade se forma através da acumulação de minúsculas interações quotidianas (...) e através também de frases soltas, de saudações fugazes, desses pequenos gestos apresentados que atenuam as ásperas arestas da vida urbana."

Amplexos,
Lu

MELISSA DE FATIMA ANTUNES - PSICOLOGA disse...

puxa nobre amigo vampiresco ... tanto talento e tanta tristeza nao combinam.
os grandes genios sempre sofreram por nao se sentirem compreendido, cuide-se para que isso nao se tranforme em depre ou numa reclusao por conta da incompreensao alheia.
cuide-se !!
sua fã ... e admiradora ... mas que oferece um colo amigo.
bjs mel ( cuidado com seu pescocinho)

MELISSA DE FATIMA ANTUNES - PSICOLOGA disse...

ps : belo desenho ! parabens

Kizzy Ysatis disse...

Enim

obrigado pelo elogiu, sim sim, é muito triste, mas belo, não?
.............

Marta, Marta

Mientras leia tu mensaje, me preguntava, me voy a un dia volver a Coruña?

besos byronianos
............

Exatamente, Lu

acidade é muda testemunha de seus solitários moradores.

bjs
............

Melissa

Não se preocupes, a melancolia só inspira.
bjs

Luara disse...

Além de talento para escrever tem também talento para desenhar... traços... sempre os traços... Parabéns!

Kizzy Ysatis disse...

obrigado luara ;-)