Estou de passagem neste mundo,

Mas deixo aqui o registro de minhas palavras.

Eu sou o peregrino do tempo.


terça-feira, 21 de abril de 2009

Um conto
Dor no estomago
[ATUALIZADO]
Inspirado na anedota da cobra e do pescador, e baseado em uma história real (a minha).

Por Kizzy Ysatis

Dor no estomago!

Papai me disse, Vá ao médico e vê o que há.

O médico disse, É o estomago.

Disso eu sei, é lá que dói. Oras, eu lhe pago pra me dizer o que já sei?

Acalme-se. Sua cólera é natural. A dor o irrita.

Cólera? Não disse que era o estomago?

Não, estou falando da raiva.

Raiva? Raiva como? Se nenhum cachorro me mordeu. O senhor está me enrolando. Diga logo o que tenho.

Dor no estomago.

Mas disso eu já sei! Não quero saber de enrolação, doutor. Papai me diz que língua não constrói. Qual é a solução?

Você tem bebido muito; e fuma também. Vai ter de maneirar, senão piora.

É só isso, doutor?

Só. Ta feliz?

Ah,... Tô, né? Até mais ver, doutor. Muito obrigado.

Papai me disse, Ei, aonde vai, filho?

Vou sair com a turma, o senhor sabe.

Tá, mas quero saber do quê falou o médico. Foi ao médico, não foi?

Fui.

E então, o que ele disse.

Disse que é sem jeito. Vou morrer do estomago.

São Paulo, 21 de abril de 2009

7 comentários:

Mariana disse...

Genial. rsrsrsrs
Uma das coisas que mais me cativa é que episódios simples, em suas mãos, se tornam ótimos textos.
Ah, e fico feliz em saber que está sendo tão gostoso fazer A Tríade. Não vejo a hora de ter mais um livro seu.
Bjs

iarashi disse...

AHAHAHAHAHAHAHA eu ri.

Well-Ington disse...

Seu viciado!

Serafim. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jéssica Ketchup disse...

Adorei, muito bom.

ri mto :]


bjus

Luciana Fátima disse...

Antes morrer jovem e feliz do que velho e cheio de insatisfações acumuladas!!!

"Foi poeta, sonhou e amou na vida"



Darkisses!

Kizzy Ysatis disse...

É isso aí, Luciana, a idéia é essa mesmo.

darkisses

Kizzy