Estou de passagem neste mundo,

Mas deixo aqui o registro de minhas palavras.

Eu sou o peregrino do tempo.


sexta-feira, 15 de maio de 2009


A ENTREVISTA E O LIVRO


Suelen ^^ disse...

Oi Kizzy

Bom, eu não vim aqui para comentar sobre o post que colocou, mas sim contar algo que aconteceu comigo. Não sei nem o que dizer, se foi coincidência ou acaso. Vou parar de enrolar. Em algum dia que não me lembro estava assistindo tv e vi uma entrevista de um rapaz no Jô. A entrevista já tinha começado então não sabia o nome e nem o que fazia, com o tempo entendi que era escritor e que gostava de vampiros, detalhe: me interessei , só que eu acabei dormindo antes de terminar a entrevista e então acabei não pegando o nome do livro e nem o nome do autor, isso foi em 2006 ou 2007 se não me engano.

Caiu no esquecimento por um tempo até que no meio de 2007 eu me lembrei da entrevista que vi no Jô e que fiquei curiosa pra saber quem era a pessoa, entrei no site do Jô e procurei um tempão e não achei nada que fosse parecido com você kkkk ai deixei pra lá afinal ia ser tão difícil encontrar uma entrevista no Jô depois de tanto tempo =/. Quando chegou no final de 2007 eu estava num shopping daqui de Salvador fazendo hora pra pegar carona com meu pai e então resolvi entrar em uma livraria e comecei a ver os livros que tinha e passei por uma coluna de livros onde vi um que tinha uma capa interessante e nele estava escrito Clube dos Imortais a Nova quimera dos vampiros, deixei o livro de lado e fui procurar outros que me interessassem visto que não tinha achado resolvi voltar no que havia chamado minha atenção, peguei o livro e comecei a ler. Noooooossaaa! aquilo me prendeu de um jeito que quando fui ver estava perto do meu pai chegar, peguei o nome do livro o preço e fui pra casa, chegando em casa contei a minha mãe sobre o livro e acabei pedindo de aniversário.

Bem, ela acabou me dando no Natal. Feliz da vida comecei a ler o livro, detalhe: depois de um monte de páginas fui ver quem tinha escrito o livro e fui ver na capa o nome do autor ai eu falei pra mim isso não é suficiente autor totalmente desconhecido deve ter algo atrás, menino quando vi sua foto no livro quase tive um ataque, eu não conseguia acreditar era algo muito louco, como, mas como isso pode ter acontecido??? eu estava procurando o livro, o autor e simplesmente ele apareceu assim do nada O.O

Isso aconteceu no final de 2007 e desde lá venho ensaiando como te contar isso já tinha vindo no seu blog outras vezes, mas não sabia se contava porque eu achava que você não iria acreditar, mas no Natal de 2008 o meu namorado me deu de presente O diário da sibila rubra e eu não li na época e ele me cobrava isso até que mês passado ele me perguntou por que eu não lia, e eu disse que pra mim ler um livro sobre vampiros não é só pegar e ler eu tenho que está preparada pra receber as informações que vou receber daquele livro, ele disse pra mim um "ata" do jeito "hein??" kkkk.

Mas só eu sei o quanto me envolvo com livros e penso dessa forma livros de vampiro pra mim eu tenho que estar preparada, não por medo, mas para abrir portas pra novas histórias e idéias e energias. Uma vez um atendente da loja Profecias me disse " Compre um livro pra você para que você não pegue energias de outras pessoas" ele questionava o fato de pegar livros na internet, e eu não levei a sério achei que era conversa dele, mas de alguns anos pra cá acabei acreditando nele "eu hein???" Bom Kizzy era isso que tinha que te contar espero que goste dessa verdadeira história maluca que contei.

Bjs

P.S. ah to lendo o diário da sibila rubra
comecei ontem kkkk

***


Suelen

Fiquei boquiaberto com sua história, serio. Coisas assim já aconteceram comigo. Quero dizer, como aconteceu com você, de ver uma coisa, me interessar, perdê-la de vista e, de repente, tê-la nas mãos.

Mas ouvir uma história dessas sendo meu livro a "coisa" da história, me soa engraçado, insólito, até surreal eu diria.

Muito obrigado por compartilhá-la comigo, adorei saber a história. Adoro quando os leitores compartilham delas comigo, quando dividem as emoções da leitura. Quando escrevi, eu estava só. Quando vocês me lêem, estou em boa companhia.

Penso como você sobre os livros, eles nos chamam. Às vezes compro um livro que eu queria tanto ler, mas aí o pobre fica séculos apodrecendo na solidão da estante, rs. Tem uma hora certa para lê-los, já que temos de estar dispostos a nos entregar com gosto na leitura. É uma entrega. Uma entrega completa.

Um beijo
Kizzy

4 comentários:

Simone disse...

Legal, Kizzy, ver o carinho e a atenção dados aos fãs que realmente o apreciam pelo talento e singularidade que tens, é muito bom para o fã verdadeiro (não o puxa-saco)ver que o escritor entende a admiração dele e o quanto o jeito de ele pensar influencia seu trabalho e seu modo de ver o mundo.
Um abraço
Simone Anton

Suelen disse...

Noooooooooooooooooooooooooooossa confeço que quando vi esse post morri de vergonha, depois fiquei sem palavras, depois me senti, depois fiquei sem saber o que escrever kkkk agora estou aqui ainda sem saber o que falar hehehehe, mas de uma coisa eu sei eu fiquei super feliz de vê-lo como história e ainda com direito a titulo e foto hehehehe isso era uma coisa que não imaginava, o que simone escreveu diz tudo o carinho que vc tem por seus fans a atenção isso não tem preço. ainda to sem palavras sério mesmo.
bom te add no orkut é tudo que consigo dizer agora " emocionada"
bjs Kizzy

Rachel de Oliveira // Rafael Andrietta disse...

Algo parecido aconteceu comigo. Na verdade é diferente, mas parecido, rss. Certo dia, na Bienal do Livro, eu e minha namorada, Rachel, vimos um estranho homem de curiosas vestes circulando pelo estande da Novo Século, e pelos corredores da Bienal. Acreditavamos ser um jogador de RPG ou algo do tipo, o seguimos por um tempo para ver se descobriamos, e nada. A curiosidade nos tomou a fundo... Enfim, o tempo correu. Fomos ao "Encontro Prática de Escrita" da Unicsul, e lá estava ele, só podia ser. Ficamos fascinados com sua semelhança ao Marilyn Manson (o qual amamos) e escrevia sobre vampiros, viajava em sonhos, deavaneios... Pelos deuses, quem era aquele cara? Tinhamos que conhecê-lo, ele tem que ser nosso amigo, rs, pensávamos. E a estranha quântica fez acontecer e feliz ficamos ao conhecê-lo e ver quão simpático ele é! Um verdadeiro vampiro que fascina e encanta os fãs. Devorei seus dois livros e fiquei apaixonado por um vampiro chamado Luar. Hoje espero ansioso pelo próximo, que não tardara em chegar! Por pouquinho não consigo um espacinho na Guerra dos Vampiros, mas não tem problema, ter participado já foi maravilhoso, =D. Um Nosferatu que será lembrado para sempre na literatura fantástica. Seu fã Rafael Andrietta.

Kizzy Ysatis disse...

Simone
Não tem como não ter um carinho especial com meus leitores. Imagine como não fica orgulhosa uma mãe quando ouve de uma professora um elogio ao seu filho, Seu filho é brilhante, adoro ele. Ah, essa mãe se enche de orgulho instantâneo. É a mesma coisa o escritor, quando recebe uma boa crítica da sua obra, enche-se de satisfação, ainda mais ouvir isso da fonte mais importante, o leitor, seu receptor final.
Obrigado pelas palavras.

Abraços

...........................
Suelen

Não seja tímida. Ademais, você já o tinha publicado no blog, apenas transferi o texto para uma área mais nobre como forma de agradecer a essa demonstração de afeto. A história em si é interessante e merece destaque.

Um beijo

...........................
Rafael

Ah, danado nem vou responder aqui.
Seu comentário também vai virar um post.
Adoro você e a Rachel.

Beijos a vocês.