Estou de passagem neste mundo,

Mas deixo aqui o registro de minhas palavras.

Eu sou o peregrino do tempo.


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008


ENTREVISTA
.

andross entrevistou claudio brites e kizzy ysatis. para ler,
clique no link abaixo.
.

4 comentários:

Leo K. disse...

onde foi a foto, queridão?!

Leo K. disse...

onde foi a foto, queridão?!

Ebbios disse...

Lisonjeou-me, não apenas o que ela disse, também o fato de vc ler o texto para ela - acho que devo considerar isso um elogio tb -, fico duplamente grato.

Não se preocupe, buscarei não me envaidecer com tais reconhecimentos, embora confesse que isso proporcione um prazer q vai direto ao ego. rs

Quanto ao Água Viva, leia um trecho (o ínicio)e tome suas próprias conclusões qto ao desejo de lê-lo:

"É com uma alegria tão profunda. É um tal aleluia. Aleluia, grito eu, aleluia que se funde com o mais escuro uivo humano da dor de separação mas é grito de felicidade diabólica. Porque ninguém me prende mais. Continuo com capacidade de racíocinio -- já estudei matemática que é a loucura do raciocínio -- quero me alimentar diretamente da placenta. Tenho um pouco de medo: medo ainda de me entregar pois o próximo instante é o desconhecido. O próximo instante é feito por mim? Fazemo-lo juntos com a respiração. E com uma desenvoltura de toureiro na arena.

"Eu te digo: estou tentando captar a quarta dimensão do instante já que de tão fugidio não é mais porque agora tornou-se um novo instante-já que também não é mais. Cada coisa tem um instante em que ela é. Quero apossarme do é da coisa. Esses instantes que decorrem no ar que respiro: em fogos de artifício eles espocam mudos no espaço. Quero possuir os átomos do tempo. E quero capturar o presente que pela sua própria natureza me é interdito: o presente me foge, a atualidade me escapa, a atualidade sou eu sempre no já. (...)"

Abraço.

Kizzy Ysatis disse...

querido leo, a foto foi tirada nas ruas do itaim paulista

um beijo pra ti.

ebbios, o texto tem sua carga emotiva, parece interessante, mas pouco sei sobre o enredo, quem sabe vc não me fala mais dele qdo vier me visitar

abraços