Estou de passagem neste mundo,

Mas deixo aqui o registro de minhas palavras.

Eu sou o peregrino do tempo.


quarta-feira, 10 de setembro de 2008

CLIQUE NA IMAGEM E ASSISTA AO MARAVILHOSO TRAILER

.
Um filme de Christophe Honoré, com músicas de Alex Beaupain
Com Louis Garrel.

.
Já sentiram uma certa melancolia benévola? Eu disse melancolia benévola? Não sei explicar isso, mas é sentimento que existe, topo com ele na poesia romântica, topo com ele quando me fecho numa crisálida de sonho e paixão de tempos vividos mesclados aos sonhados. Aquela saudade de onde nunca estive. Sinto essa saudade de Paris, os mais espiritualistas dirão: são memórias de outras vidas. Faz diferença, se em tal pulsar emocional e sinta sua presença? a presença de Paris.
.
Canções de Amor. Este filme nos transporta à alma das ruas parisienses e suas paixões. Em Paris amar se pode de todo jeito. O assisti na data de seu lançamento: esta sexta 06/09 no espaço Unibanco.
.
Segue a letra de uma das músicas e depois minha sofrível tradução
.
As-tu déjà aimé

.
As-tu déjà aimé
pour la beauté du geste?
As-tu déjà croqué
la pomme à pleine dent?
Pour la saveur du fruit
sa douceur et son zeste
T'es tu perdu souvent?
.
Oui j'ai déjà aimé
pour la beauté du geste
mais la pomme était dure.
Je m'y suis cassé les dents.
Ces passions immatures,
ces amours indigestes
m'ont écoeuré souvent.
.
Les amours qui durent
font des amants exsangues,
et leurs baisers trop mûrs
nous pourrissent la langue.
.
Les amour passagères
ont des futiles fièvres,
et leur baiser trop verts
nous écorchent les lèvres.
.
Car a vouloir s'aimer
pour la beauté du geste,
le ver dans la pomme
nous glisse entre les dents.
Il nous ronge le coeur,
le cerveau et le reste,
nous vide lentement.
.
Mais lorsqu'on ose s'aimer
pour la beauté du geste,
ce ver dans la pomme
qui glisse entre les dents,
nous embaume le coeur,
le cerveau et nous laisse
son parfum au dedans.
.
Les amours passagères
font de futils efforts.
Leurs caresses ephémères
nous faitguent le corps.
.
Les amours qui durent
font les amants moins beaux.
Leurs caresses, à l'usure,
ont raison de nos peaux.
.
(alguma coisa se adapta para dar voz à sonoridade da leitura)
.
Já amou alguma vez
pela beleza do gesto?
Já mordeu alguma vez
A maçã a plenos dentes?
Pelo sabor do fruto,
sua doçura e sua casca,
se perdendo às vezes?
.
Sim, eu já amei
pela beleza do gesto.
Mas a maçã estava dura
e eu quebrei os dentes.
Essas paixões imaturas,
esses amores indigestos,
me enojam as vezes.
.
Os amores que duram,
fazem amantes exaustos
e seus beijos muito maduros,
nos apodrece a língua.
.
Os amores passageiros
têm inúteis febres
e seu beijo muito verde,
nos esfola os lábios.
.
Já que ao querermos amar
pela beleza do gesto,
o verme da maçã
se escorre pelos dentes.
Nos corrói o coração,
o cérebro e o resto.
Nos consome lentamente.
.
Mas os que ousam amar
pela beleza do gesto,
este verme da maçã,
que se escorre pelos dentes
nos impregna o coração,
o cérebro e nos deixa
seu perfume ali.
.
Os amores passageiros
fazem inúteis esforços.
Suas carícias efêmeras
nos cansam o corpo.
.
Os amores que duram
fazem os amantes menos belos.
Suas carícias se desgastam
e envelhecem nossa pele.

6 comentários:

Milena disse...

Olá Kizzy,
Fiquei imensamente feliz em saber que virás abrilhantar a noite catarinense com sua presença.
Grande Abraço

Lese Pierre disse...

Cada palavra sua me dah força, algumas eu guardo pra quando me faltar coragem. Muito agradecido!

Estou aprontando novidades do nosso amigo Luar....

Esse filme é a minnha cara, estava mesmo afim de uma dica boa de filme.

Abraço de eclipse

Lese.

Enim disse...

Esse é, será ou foi um dos filmes que emociona, se só o trailer por si só já toca o coração, imagina o filme...
Lindo..
a letra da musica, traduzida ou em seu original(o qual não sei sequer pronunciar) traz mensagens nas entrelinhas.
bem interessante.
gostei.^^

Mariana disse...

Ah, são maravilhosos o cinema e a música francesa, um musical então realmente promete.

E, Kizzy, me perdoe a pergunta se lhe for de algum encômodo...
Como, se for possível, eu adquiriria Asas de Gael e o Mistério do Rio das Rosas Brancas?
Fiquei sabendo deles no release do lançamento do Livro Negro dos Vampiros e anseio tanto por conhecer ainda mais o seu trabalho que não hesitei em perguntar.

Beijo

Anônimo disse...

Mari

Os romances que você se refere ainda não foram publicados e por enquanto não tem previsão. Vamos aguardar. Quem espera sempre alcança, frase batida como a terra da estrada certa.

kizzy ysatis

Anônimo disse...

Ola Kizzy,
sobreviveu? :-)
se quiser marcar alguma coisa, escreva para
henrique_kipper@yahoo.com
e deixe um testimonial no orkut avisando que escreveu.
abs!
Kipper