Estou de passagem neste mundo,

Mas deixo aqui o registro de minhas palavras.

Eu sou o peregrino do tempo.


quinta-feira, 4 de junho de 2009

De volta ao Olimpo Literário

O vampiro é um personagem delicioso, isto é fato! Mas periga o desgaste. Nunca saiu da moda, embora jamais tenha sido tão explorado. Começa a ser visto com desdém, modinha adolescente. Efêmero. Isso é tolice preconceituosa de pseudo-intelectuais. O vampiro, além de imortal e poderoso, é noturno e cruel. Alimenta fantasias eróticas, secretas. Aviva emoções. Tem cadeira cativa e venerável no Olimpo da Literatura. Mas com tanta coisa de mau gosto sendo lançada, é capaz que seja abandonado por escritores com alguma autenticidade literária, pois estamos cansados e desgostosos com o vampiro atualmente, que está vilipendiado, não por ser vampiro, mas por que anda nas mãos de caçadores de níqueis e porcaria estrangeira. Aos poucos, o vampiro começa a ser taxado como literatura barata. Um vil assassinato deste tema do qual sou apaixonado desde a infância. Por isso reuni aqui um time de dez escritores respeitáveis que já estão no mercado há algum tempo. E abri um concurso nacional para revelar outros dez criativos, cujas histórias fugissem do clichê e da superficialidade. Os autores deste livro, ainda que dividam comigo o amor pelo assunto, não publicam necessariamente apenas livros com vampiros. E muito embora eu tenha publicado livros com vampiros, não significa que abordo exclusivamente este tema em minhas narrativas atuais ou vindouras, o artista em si não vive limitado a um único assunto. Aliás, não creio que exista uma “confraria vampírica” de escritores. Como diria Oscar Wilde, os livros são bem ou mal escritos. Eis tudo. Para esta seleta, eu propus aos escritores o desafio de justificar a solidão dos vampiros. A idéia é que, se o vampiro não se dá nem sequer consigo mesmo, que dirá dos outros que dividem sua trágica condição de morto-vivo. Nosferatu. Com este mote, o autor deveria pintar uma boa história em que houvesse discórdia entre os desmortos, fosse consigo ou com iguais. E os escritores desafiados não me decepcionaram, provaram seu valor. Fiquei satisfeitíssimo com o resultado. E assim surgiu o Território V – Vampiros em guerra. Considero este livro como prova de que existe vida inteligente na Transilvânia. De modo que o noturno possa retornar à luz da Literatura com dignidade e beleza restauradas. Eis minha missão.

Kizzy Ysatis

* * *
Na quinta-feira do dia 13 de agosto de 2009, dia dos vampiros*, será lançado o livro Território V.
O coquetel de lançamento ocorrerá na Livraria Martins Fontes na Av. Paulista, n 509.

*Dia dos Vampiros: data criada pela atriz e cineasta Liz Marins, instituida por lei na capital, visa incentivo à doação de sangue, às artes e diversidades e protesta contra rótulos e preconceitos.

6 comentários:

Luciana Fátima disse...

Martins Fontes?!!!! E naquela mesa maravilhosa???!!! hahaha!! Lembra?! Esse lançamento vai ser tuuuudo!! Não perco por nada!

Espero que este frio sinistro espere até o Dia do Vampiro para que a noite seja mais que perfeita!


Darkisses!

gui-sand.i disse...

Merda, como fui perder esta?

Celly Borges disse...

Essa questão de que a imagem do vampiro está desgastada e tudo o mais, é um degrau que se pode usar para mostrar que na verdade o que escreveu aquele ser infeliz, nada tem a ver com os vampiros que gostamos tanto - sei que você gosta de Anne Rice, Bram Stoker, então falo nós, porque tb gosto muito. Aquilo que ela fez, foi criar um outro personagem, absurdamente ruim, e usar o nome Vampiro.

Enfim, espero ansiosa pelo lançamento do Território V, o tema da solidão dos vampiros me interessa bastante.

Beijo.

Lelly disse...

Kizzy pelamordedeus vem pra Brasília. Que coisa, eu te peço isso sempre que venho aqui. Vou fazer uma vaquinha com o pessoal daqui pra você vir :P Assim você vem?
Preciso de um autógrafo seu no meu livro.
Aproveita que tem show do Plastique Noir com abertura do Renfield (acredito que você conheça) aqui no mês que vem, dia 17 e dá as caras por aqui, fazendo o favor.

E o que você disse sobre a imagem dos vampiros estar manchada... Eu também concordo com isso. Não aguento mais ouvir as pessoas falando de "Crepúsculo", como se não passasse de um romance esdrúxulo onde nem vampiros nem lobisomens são, de fato, descritos com dignidade. Raiva. ¬¬
Ainda bem que existem escritores que ainda prezam a imagem do bom e velho (ok, trocadilho mais do que infame) vampiro.
=***
Bjs Kizzy =D

Su disse...

Meus parabéns!!!!!
O lançamento será um sucesso!
É uma pena que eu não pude estar presente nesse livro... Mas outros virão! Tenho certeza!

Beijos (ou serão mordidas?????)

André disse...

Estou esperando ansioso pelo Terrítório V principalmente pq sei que vai ser o algo novo que eu estava esperando... Sint falta daquele primeiro contato com a obra da Anne Rice, "Os Noturnos" da Flávia Muniz, quando o vampiros viraram uma paixão, quando tudo era novidade... Cada um dos personagens que me marcaram e me levaram a conhecer tanta coisa bacana... Estou ansioso para sentir isso tudo de novo com o Território V e tb com "O Clube dos Imortais" que vou começar a ler logo logo!
Abraço grande pra vc Kizzy

(acho que comentei com meu apelido nos outros posts "Andy", mas é o mesmo cara, vlw? hehe)