Estou de passagem neste mundo,

Mas deixo aqui o registro de minhas palavras.

Eu sou o peregrino do tempo.


terça-feira, 28 de julho de 2009

Microconto
O anjo e o suicida

Na verdade é um continho besta que me veio na cabeça numa tarde de ócio e chuva e é, mais ou menos, assim...

Um jovem está na ponte, vai se matar.

Surge o anjo, "Mas por quê?".

"Porque o mundo é cruel", o jovem responde.

"Mas você já provou coco queimado, pulou de pára-quedas,
brincou de esconde-esconde e roleta russa?"

"Não. Nunca tive um amigo pra fazer isso"

"Serei seu amigo"

Então o anjo e o suicida comeram coco queimado,
pularam de pára-quedas, brincaram de esconde-esconde.
O jovem se matou na roleta russa. E o anjo... O anjo voltou para ponte.




hi hi hi :-P

8 comentários:

Denize Muller disse...

O Bontossauro sabe disso? Ficou lindo e não besta. bjs

Kizzy Ysatis disse...

Sim, mandei pra ele por e-mail. rsrsrs

beijos

saudadona da minha gatona!

Claudio Brites disse...

fiquei pensando nas características técnicas das regras desse esconde-esconde.

Tiago Araújo disse...

Bom, inesperado e bom.
Sou um anjo, na minha indecência.

Kizzy Ysatis disse...

HAHAHAHHA

Zed, é aí que mora a sutileza das letras, he he he.

............

Bode, querido.
Eu já com saudades.

octavio cariello disse...

que anjo mais safado!
deve ser parente do querubim sacana que me comunicou o destino de ser ruim pra sempre... (ca sua licença, tio chico!)

Brontops Baruq disse...

Legal...


Fico contente pela inspiração.


Um abs

(Será que, na Rússia chamam a Roleta Russa de russa?)

Thalita disse...

haha Demais!
Simples, cru e simpático.